Saiba mais sobre a validade do EPI (não do CA)

Preciso controlar a validade do EPI, além da validade do CA?
Sim, é preciso e ela é tão fundamental quanto ter um EPI com CA válido, pois os materiais de que são constituídos assim como qualquer matéria no planeta, tem um tempo de vida útil.

 Consequências
As mais críticas, como a perda de desempenho do EPI, a exposição do colaborador que o utiliza e o impacto negativo no desempenho na execução da atividade.
Devemos ficar atentos aos gastos também, já que EPI’s representam uma fatia significativa do orçamento dedicado à segurança do trabalho nas empresas.

O que posso fazer?
Controlar a validade do EPI além da validade do CA é um ótimo começo. Talvez você tenha se perguntado onde encontrar esta validade? No corpo do EPI conforme Art. 18 na portaria 11.347 “Art. 18. O EPI deve possuir a marcação indelével do nome do fabricante ou importador, do lote de fabricação e do número do CA, conforme parâmetros estabelecidos nos Requisitos Técnicos constantes no Anexo I desta Portaria”

Um exemplo que gostamos de utilizar, são os protetores auditivos de inserção coloridos da @maisequipamentos. Com composição  de silicone e atenuação de 18dB, a previsão de durabilidade é de 12 semanas e pode variar de acordo com as condições de uso como: higienizar com água e sabão, guardar em local seco e arejado dentro de sua embalagem e não utilizar com graxas produtos oleosos nos protetores. Pois, uma simples ideia, mas muito eficaz para a visualização pelo técnico de segurança da periodicidade do protetor auditivo junto ao usuário, para saber se está utilizando dentro da validade. São quatro cores distintas do plugue (verde, vermelho, amarelo e azul), cada qual escolhido para um trimestre, na troca do mês se usuário ainda com cor anterior, pela visualização é possível detectar se na validade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *